História da Nossa Terra

No lugar de Sirol outra, com o seu compromissio, feito no ano 1264, e foi instituído à honra de S. Tiago, por serem naquele tempo os moradores de Sirol da freguesia deste Santo, e depois de mudados para a S. Pedro, a mudarão à honra de Sam Pedro; conserva-se coma as mais, e as missas de sua obrigação se diziam na Ermida de Sancta Eufemia".
Já existia, pois a Confraria das Almas, cujo fim era dar enterramento aos defuntos e sufragar-lhes as almas em 1264; já lá vão bons 700 anos. Leiria e seu termo religiosamente, era súbdita dos frades de Santa Cruz de Coimbra e na nossa cidade tinham o seu Vigário ou representante.
---Quem nos poderá descobrir, na Torre do Tombo, Em Lisboa, datas e nomes que falem da nossa Quinta dos Frades?.
---Quanto à nossa Confraria das almas, não haverá motivos para a restaurar?
A palavra Confrade quer dizer-nos;
---Estou com o irmão; com o irmão que vive ou agora morreu...
---Quando é que nos vivemos a curar da doença de ser muito do ser muito acompanhado o mais pobre? Quando seremos Confrades?!Quando iremos acompanhar os restos mortais do" irmão" em corpo e alma--isto é--orar por ele?--sem ir atrás de todos a falar de tudo e até dele...mas guardar silêncio e a devida compostura e participação na liturgia de sufrágio que o momento e o nosso irmão requer?
Tu que tens fé ... tu que vês e sentes tudo com os olhos de ver e entender, lê e responde com cabeça e coração---à luz da fé e da razão quando for a tua vez, se pudesses responder, como gostarias que te fizessem!.
Criação da freguesia Civil de Santa Eufemia, segundo o decreto Nº 15.009 publicado no "Diario do Governo" de 22 de Dezembro de 1928,1 Série, nº 925. Ministério do interior Direção Geral de admistração Politica e civil Decreto Decreto n.15.009.
Atendendo ao que foi apresentado pelo governador civil de Leiria quanto a criação das freguesias admstrativas da Boa Vista e Santa eufemia.
Considerando que com a criação destas duas freguesias do concelho e destrito de Leiria se satisfaz a vontade dos povos e se atendemos suas comodidades ficam a satisfazer as condições legais;
Usando a faculdade que me confere o nº2 do artigo 2º decreto nº 12.740, de 26 de Novembro de todas as Repartições; Hei por bem decretar, para valer como lei o seguinte: & 1.º--...( Não interessa por se referir à delimitação da freguesia da Boa Vista). 
&.2.º-- A freguesia de Santa Eufemia, com sede na povoação do mesmo nome, abrangerá as povoações de Quintas do sirol, Figueira do Outeiro, Bregieira, Caxieira, Casal da Ladeira, Apariços, Val da Garcia, Ferreiros, Souto de Baixo, Casal de Capitão, e Lapedo, tendo por limites: a oeste a linha de àgua a este dos Andrinos e a estrada Nº63 que liga Leiria com Pombal, atéao marco do Abegão ligue com o açude da Pedra, no ribeiro dos Mortórios,passando a sul do Alqueidão e do açude da Pedra seguindo o ribeiro que corre entre a Fonte do Oleiro e a Figueira do Outeiro até ao extremo da actual freguesia dos Pousos; a leste a linha que segue o antigo limite da freguesia dos Pousos até ao Carrapital e daqui passando a este do Souto de Baixo até a Cruz de Melo; e a sul pela linha de água que, saindo da Cruz de Melo, vai ao ribeiro do Sirol;
Artigo 2.º--Este decreto entra imediatamente en vigor, ficando revogada a legistação em Contrário.
Determina-se portanto a todas as autoridades a quem o conhecimento e execução do presente decreto com força de lei pertencer o cumpram e façam cumprir e guardar tão inteiramente como nele se contém.
Os Ministros de todas as Repartições o façam imprimir, publicar e correr. Paços do Governo da República, 7 de FEVEREIRO DE 1928..

Considerando que as freguesias de Pousos e Caranguejeira são populosas António Oscarde Fragoso Carmona--José Vicente de Freitas--Manuel Rodrigues Júnior--João José Sinel de Condez--Abílio Augusto Valdês de Passos e Sousa -- Angelo Portela -- António Maria de Bettencourt Rodrigues -- Alfredo Augusto de Oliveira Machado e Costa -- Artur Ivens Ferraz -- Felisberto Alves Pedrosa depois de termos feito alusão, no numero anterior à criação da nossa freguesia civil cabe agora referirmo-nos à 
Sua criação Religiosa. Após a sua criação civil o povo passa a viver num novo estado de insatisfação, ansiando por ver consumado com a maior urgência possível um outro sonho -- a criação da freguesia religiosa. A sua consumação só veio, porém a realizar-se dezoito anos depois pelo Senhor Bispo D.José de saudosa memória, cuja provisão transcrevemos a seguir:
D.JOSÈ ALVES CORREIA DA SILVA, por graça de Deus e da Santa Sé, Bispo de Leiria.
Aos que esta nossa provisão virem, Saúde Paz, e Bênção em jesus Cristo, Nosso Senhor e Salvador.
Tendo-nos sido representado e requerido várias vezes pelos povos da freguesia de Santa Eufemia, concelho de Leiria, a criação de uma freguesia eclesiástica por desmembramento das de nossa Senhora do desterro do Pousos e S. Cristóvão da Caranguejeira, do mesmo concelho e vigoraria, mandámos organizar o processo e proceder às diligências do estilo, o que tudo visto e;
Considerando que os povos de santa Eufemia conjuntamente com os da Carrasqueira, Casal Capitão, Souto de Baixo e Lapedo, estes desanexados de Caranguejeira, já obtiveram a sua independência civil por decreto nº 15.009 publicado no "Diário do Governo" de 22 de Dezembro de 1928, com o fim principal de formarem uma freguesia religiosa, segundo declararam várias vezes, e sendo de toda a conveniência e antiquíssimo costume da Santa igreja harmonizar quanto possivel, a circunscrição eclesiástica e a civil:, constituídas por povos dispersos, distanciados das respectivas igrejas paroquiais e que os da nova freguesia já estão na realidade separados;
Considerando que quer a freguesia freguesia dos Pousos mesmo sem os povos de Santa Eufemia, quer a da Caranguejeira, ficam com população suficiente para os respectivos Párocos exercem a sua actividade espiritual:
Considerando que a Comissão que tanto tem insistido para a criação da nova freguesia prometeu adquirir os paramentos e mais elementos precisos numa igreja paroquial, assim como promover a côngrua sustentação e residência do Pároco;
Considerando que o Bispo de uma diocese não pode criar uma paróquia se não for moralmente certo que se encontra suficientemente assegurada a côngrua sustentação paroquial (Can. 1.415);
Considerando que nova freguesia se compõe de 400.( quatro centos) fogos;
Tendo em vista respectiva legislação canónica, ouvidos os Revs. Cónegos da Sé de Leiria, oRev. Vigário da Vara, e os povos convocados para reclamarem segundo a nossa Provisão de 15 de Março de 1945;
Havemos por bem:
1.º -- Declarar canonicamente erecta a freguesia de Santa Eufemia, com o Orago do mesmo nome.
2.º -- Fica pertencendo à vigoraria de Leiria;
3.º -- As povoações da nova freguesia correspondem às da civil (...).

NOTA-- Se aqueles lugares que contra vontade foram compreendidos pela divisão civil obtiverem de futuro civilmente a satisfação das suas aspirações, poderão requerer para voltar à anterior jurisdição eclesiástica da Caranguejeira.

4.º -- Impomos aos fiéis da nova freguesia de Santa Eufemia a obrigação de organizarem e concorrerem, segundo o costume desta Diocese, para a côngrua sustentação do Rev. Pároco cada fogo com um alqueire de cereal e meio fogo com meio alqueire, além dos emolumentos taxados, e ainda o folar pela Pascoa, como é do costume (...)
&4.º.-- Haja uma comissão de homens bons que tome a seu cargo a cobrança da côngrua, mostrando aos paroquianos que esta contribuição não é uma esmola mas uma obrigação.
&5.º-- Se a contribuição não for suficiente o que faltar será rateada pelos paroquianos mais abastados.
5.º.--Impomos mais aos fiéis a obrigação de contribíirem com o necessaário para o culto.(...)

Leiria 29 de Fevereiro de 1946.

José, Bispo de Leiria.

António Francisco Andrino
António Antunes. 
João Fonseca.
João Fernandes.
Cândido António.
António Gaspar.

Estas assinaturas foram feitas pelos próprios que elas representam.
Tenho-os por homens probos e fieis aos seus compromissos.

Leiria 2 de Fevereiro de 1946.

P.ª António dos Reis

* * .* *

.

Presença Romana em Santa Eufemia

Mais além Dezembro 1996
Encontrada enquanto da abertura dos alicerces para a construção da nova igreja, esta moeda romana, tem sido fotografada, é mais um elemento que vem documentar a quase certa existência desta civilização em mais uma freguesia do concelho.
O local mais provável do povoado seria no pequeno esporão onde se encontra edificada a igreja paroquial, bem como toda a zona envolvente daquele templo. A situação geográfica é por si só, bastante aprazível, uma vez que se encontra a meio termo entre as férteis planícies da Ribeira do Sirol e os lugares mais altos da Caxieira e Bregieira.
A moeda é um folis, em bronze, de Flávia Helena Augusta, mão de Constantino, imperador romano do século IV d.C. que se converteu ao cristianismo, cunhada em Heracleia ou Nico média (cidades da Saia Menor), entre os anos 324 e 330 da nossa era.
O anverso (face principal da moeda) possui o busto drapejado de Helena, à direita, com diadema. A legenda é a seguinte: FL ( avia) HELENA AVGVSTA
No reverso aparece-nos Securitas (segurança), deusa venerada na antiga cidade italiana de Preneste. A legenda é a seguinte: SECVRITS REPVBLICE.
Finalmente, no excergo (inscrição da parte inferior de uma moeda), surge a marca da casa da moeda: SM?B. A letra não identificada poderá ser um N ou um H. Se for um N é Nicom´dia, e se for H é Heracleia.
]E necessário não esquecer que em toda a zona do Escoiral, onde foi feita referencia na monografia A Freguesia de Santa Eufemia e o seu passado histórico, bem como no lugar dos Ferreiros, persistem centenas e centenas de escoiras de ferro e, em menor numero, fragmentos cerâmicos, que apontam para a época em questão..
Contudo, enquanto não aparecerem mais vestígios, nomeadamente moedas ou elementos de colunas (bases, fustes ou capiteis), temos que ser prudentes nas certezas

Rafael. J. A. Marques

Topo da página 

 

 

 IntroduçãoLeiria | Concelho e distrito | Autarquia | Simbolos Hráldicos | Descritivo Histórico | Santa Eufemia | Edifícios Públicos | Um pouco de História Melhoramentos  | Recordando | Gastronomia | Economia | Agricultura | Comércios | Indústria | Lapedo | Caranguejeira e S.ta Eufemia  | Valores da Terra  | Fotos |Algumas Notícias | Agradecimentos | Seus comentários  | E-mail | Festas |Album de fotos | desporto | Ambesse | Notícias 

 

>