A União das Freguesias de Santa Eufémia e Boa Vista saúda as Paróquias de Santa Eufémia e da Boa Vista e felicita-as pelo seu aniversário.
Simultaneamente, agradece a Obra Humana em prol da comunidade, que ambas as Paróquias vêm construindo desde a sua criação, no mesmo dia 29 de Janeiro de 1946.
Parabéns Santa Eufémia!
Parabéns Boa Vista!

 


Morada: Rua António Antunes Barbeiro, nº1
Código Postal: 2420-379 Boa Vista Leiria
Telefone: 244 723 025/592
Fax: 244 723 586
Email: boavista@santaeufemia-boavista.com
Site: www.santaeufemia-boavista.com

 

       
Executivo
 
Presidente
Mário Rodrigues
Secretário
Vitor Caseiro
Tesoureiro 
Paulo Felício
 
 

 
Vogal
Vitor Caseiro
Vogal
Paulo Felício
Assembleia
 
Presidente
Armando Faria
Secretário
Carla Costa
Secretário
Elisabete Santos
 
 
Restantes Elementos
(não disponível)
 

 

 

freguesias urbanas - freguesias que possuem densidade populacional superior a 500 h/km² ou que integrem um lugar com população residente superior ou igual a 5 000 habitantes.

freguesias semi-urbanas
- freguesias não urbanas que possuem densidade populacional superior a 100 h/km² e inferior ou igual a 500 h/km², ou que integrem um lugar com população residente superior ou igual a 2 000 habitantes e inferior a 5 000 habitantes

freguesias rurais - as restantes.

As freguesias estão representadas nos órgãos municipais pelo presidente da Junta, que tem lugar, por inerência de cargo, na Assembleia Municipal.

As freguesias portuguesas são a representação civil das antigas paróquias católicas; surgiram muitas das vezes decalcadas das antigas unidades eclesiásticas medievais. Daí que, em tempos mais recuados, o termo «freguês» servisse para designar também os paroquianos, os quais eram «fregueses», por assim dizer, do pároco.

Derivadamente, o termo freguesia, tanto em Portugal como no Brasil, retém ainda o significado de clientes de um estabelecimento comercial; cada cliente individualmente é chamado freguês.

A origem das Freguesias
A rede paroquial fixada no séc. XI e depois documentada nas Inquirições do séc. XII era muito parecida com as actuais, pois existiam condicionalismos geográficos do povoamento que ainda hoje persistem, sendo estes povoamentos constituídos normalmente à volta da sua igreja. Nesses tempos usava-se o termo de paróquia ou freguesia para designar esses povoados, mas o termo paróquia acabou por não ser tão popular e após a Implantação da República o termo freguesia foi o vocábulo oficializado.

O Passado das freguesias
Antigamente chamava-se paróquia às comunidades de vizinhos, mas após a lei nº 621, de 23 de Junho de 1916, passa-se a chamar freguesia. Desde 1830 até ao Código Administrativo de 1936, a freguesia era um agregado ou comunidade de vizinhos, mas após este Código, elas passam a ser consideradas uma comunidade das comunidades, ou seja, "é o agregado de famílias, que dentro do território municipal, desenvolve uma acção social comum". Nesta altura, as Juntas de Freguesia intervinham, deliberando sob várias formas, mas actualmente apenas elegem os corpos administrativos

As freguesias na acctualidade
As Freguesias são subdivisões administrativas de um município constituindo a mais pequena unidade administrativa composta pelo agregado de famílias que dentro do território desenvolvem uma acção social comum, por intermédio de órgãos próprios.
Nos termos da Constituição da República Portuguesa, esses órgãos são a Assembleia de Freguesia (o seu órgão deliberativo), que em certas situações pode ser substituível pelo plenário dos cidadãos elei- tores (quando a população é muito reduzida) e a Junta de Freguesia que é o órgão colegial com funções administrativas.
Existem Freguesias de 1ª, 2ª e 3ª ordem, sendo as de 1ª ordem, as freguesias com 5000 ou mais habitan- tes e as das cidades de Lisboa e Porto; as de 2ª ordem são as freguesias com o número de habitantes compreendidos entre 800 e 5000 e as de 3ª ordem são as freguesias restantes.

A realidade que nos rodeia
Tendo consciência de que a resistência de uma corrente depende da solidez dos seus elos, decidimos levar esta noção para o nosso projecto e aplicá-la a Portugal.

Assim, as Freguesias são objecto de particular destaque já que é nelas que se estrutura a Nação...

I IntroduçãoLeiria | Concelho e distrito | Autarquia | Simbolos Hráldicos | Descritivo Histórico | Santa Eufemia | Edifícios Públicos | Um pouco de História Melhoramentos  | Recordando | Gastronomia | Economia | Agricultura | Comércios | Indústria | Lapedo | Caranguejeira e S.ta Eufemia  | Valores da Terra  | Fotos |Algumas Notícias | Agradecimentos | Seus comentários  | E-mail | Festas |Album de fotos | Tradições | desporto | Ambesse | Notícias |