LOCALIZAÇÃO

Leiria - Localização geográfica

A cidade de Leiria é sede de concelho e capital de distrito do mesmo nome, situada na região centro do País, na Beira Litoral.

Com uma área geográfica de cerca de 565 quilómetros quadrados, tem uma população a rondar os 100 mil habitantes, distribuídos por 29 freguesias.
Leiria apresenta uma localização central, cruzada por caminhos que atravessam o país. Esta sua característica geográfica permitiu desde sempre um grande afluxo de pessoas. Contudo, longe de se transformar apenas num centro de passagem, Leiria soube fixar a população.
Tem como principais acessos o IC1, o IC36, a A1 e a A8.

Património Histórico
Fundada por D. Afonso Henriques em 1135, Leiria cresce à volta do monte vulcânico onde se encontra o castelo.
Os vestígios arqueológicos encontrados nesta zona remontam à pré-história mas pensa-se que Leiria terá nascido da Collipo romana, existente no século I a.C..

Com a afirmação da fé cristã e expansão do reino, D. Afonso Henriques toma o castelo aos mouros em 1135 e, sessenta anos mais tarde, acontece o último ataque aos muçulmanos.

Em 1192, D. Sancho I manda reconstruir a fortaleza e atribui-lhe foral em 1195, que vem confirmar o anteriormente atribuído por D. Afonso Henriques.

Apesar do rei Afonso III reunir cortes em Leiria, apenas no reinado de D. Dinis o castelo é decretado residência real.

A favorável conjuntura de desenvolvimento económico e social permite, no século XV, a criação da primeira fábrica de papel e de uma das primeiras oficinas tipográficas do reino.

O terceiro foral é atribuído por D. Manuel, em Maio de 1510.
Em 1545, Leiria adquire a categoria de cidade e, no mesmo ano, o Papa Paulo III eleva-a a sede de bispado.

Centro económico medieval próspero, aqui moraram três dos principais reis da formação e consolidação do Reino de Portugal, entre os quais se destaca D. Dinis, o rei Trovador.

Com as invasões napoleónicas, em 1808 e 1810, o património de Leiria ficou bastante prejudicado. Contudo, na cidade distingue-se ainda a zona velha, que respeita a traça medieval, e a zona nova, composta por edifícios e bairros de carácter mais urbano.

População
De acordo com os dados relativos aos censos de 2001, o concelho de Leiria apresenta uma população total de 119.870 habitantes.

A faixa etária predominante neste concelho é a que engloba os habitantes com idades compreendidas entre os 25 e os 64 anos.

Com um total de 65.116 habitantes, este grupo é seguido pela faixa etária que agrupa as crianças até aos 14 anos de idade, com 20.590 habitantes.

Os jovens entre os 15 e os 24 anos representam 17.449 habitantes.
Dos 16.715 leirienses com 65 ou mais anos de idade, a maioria, 9.474, são mulheres e 7.241 sã

Faixa
etária 

Homens
e Mulheres

 Homens

Mulheres

0 – 14 anos

 20.590 

10.446

 10.144

15 – 24 anos 

17.449 

8.921

 8.528

25 – 64 anos 

65.116 

31.912 

33.204

65 ou mais anos

16.715

7.241

 9.474

Total 

119.870

 58.520

 61.350 

TURISMO
Locais de interesse turístico

Os locais de interesse turístico em Leiria primam pela diversidade. Para além da Praia do Pedrógão, destaca-se ainda as Termas de Monte Real.
A riqueza do concelho está ainda presente no seu artesanato, na sua gastronomia e no vasto leque de entidades de índole cultural que fazem de Leiria sede do distrito.
Outros pontos de interesse turístico, mais relacionados com a Natureza, são:
Rio Lis
O rio Lis nasce no Lugar das Fontes, perto de Cortes, e desagua 39,5 quilómetros depois, no mar de Vieira.
Apresenta-se como um curso de água sereno cujo principal afluente é o rio Lena e, das suas margens, é possível contemplar o cenário onde o castelo está enquadrado.
As águas do rio Lis permitem um aproveitamento hidroagrícola, onde se destaca a cultura do milho, prados hortícolas e pomares.
Os arrozais podem também ser aqui encontrados.
A força motriz, a importância da água e as características de escoadouro natural deste rio, proporcionaram o desenvolvimento de algumas indústrias na zona envolvente.
São disso exemplo a moagem, onde era produzida farinha de milho, farinha de trigo e, ultimamente, rações concentradas. Destaque ainda para o Lagar de azeite que foi propriedade de Afonso Lopes Vieira; para os vários moinhos de água, e indústria de curtumes e geradora de energia eléctrica.
Lapedo
O vale do Lapedo, com cerca de um quilómetro e meio de extensão, apresenta-se como uma área de grande importância geomorfológica.
Situado nas freguesias de Caranguejeira e Santa Eufémia, a sua formação, na era Quaternária, deve-se à passagem das águas da ribeira de Caranguejeira.

A diversidade de fauna e flora é também uma característica digna de distinção. Neste local, é possível encontrar algumas espécies como o chapim, gralha preta, águia de asa redonda, ratos do campo, salamandras e morcegos.

Da flora típica do Lapedo, destaca-se a vegetação ripícola (amieiros, salgueiros, freixos, choupos e vide branca), matos mistos e áreas de carvalho cerquinha.

Com o achado arqueológico do "Menino do Lapedo", o esqueleto de uma criança do paleolítico superior, entre 25 e 30 anos a.C., tornou-se fundamental a classificação desta zona, como zona protegida.

Mata dos Marrazes

A Mata dos Marrazes foi criada, em 1903, no intuito de arborizar os terrenos incultos da região.
É o resultado de três charnecas: Charneca dos Marrazes, Charneca dos Pinheiros e Charnecas das Quintas.
Outros locais de interesse:

Jardim Luís de Camões - Leiria Vista do Castelo - Leiria Miradouro da Senhora da Encarnação - Leiria Miradouro da Senhora do Monte - Cortes
Miradouro de S. Sebastião - Barreira Parque de Leiria - Leiria Pinhal das Dunas do Lis - Coimbrão Pinhal do Pedrógão - Coimbrão
Pinhal do Carriço - Sesmarias Pinhal do Concelho - Coimbrão Pinhal do Carriço - Sesmarias Pinhal do Concelho - Coimbrão
Ribeira da Caranguejeira - Vale da Rosa Ribeira da Carreira - Monte Real Ribeira da Ortigosa - Ortigosa Ribeira da Várzea - Azóia
Ribeira das Chitas - Pousos Ribeira de Agodim - Colmeias Ribeira de Amor - Amor Ribeira da Maceira - Maceira
Ribeira dos Milagres - Milagres Ribeira do Vale Sobreiro Ribeira do Souto - Monte Real Ribeira do Sirol - Pousos


Avançar


 

 IntroduçãoLeiria | Concelho e distrito | Autarquia | Simbolos Hráldicos | Descritivo Histórico | Santa Eufemia | Edifícios Públicos | Um pouco de História Melhoramentos  | Recordando | Gastronomia | Economia | Agricultura | Comércios | Indústria | Lapedo | Caranguejeira e S.ta Eufemia  | Valores da Terra  | Fotos |Algumas Notícias | Agradecimentos | Seus comentários  | E-mail | Festas |Album de fotos | desporto | Ambesse | Notícias 

 

>